Pular para o conteúdo principal

O FUTURO

Que futuro é esse, que nos consome. Que tira toda beleza, deixando um resto, o homem! Que futuro é esse, por todos tanto falado. Que tira toda alegria, deixando um choro calado! Que futuro é esse, que todos esperam ter. Que tira o brilho dos olhos, não os deixando mais ver! Que futuro é esse, que todos esperam alcançar. Que tira toda esperança, quando a morte chegar! Que futuro é esse! Autor: Wandermilton Souza Corrêa

CASINHA DE SAPÊ

Imagem
Naquela casinha de sapê. Lá no fundo do grotão. Foi lá que eu nasci, e também os meus irmãos. Meu Pai, homem trabalhador. Humilde e de bom coração. Trabalhava na roça, sob o sol quente, descalço (de pés no chão). Minha Mãe, mulher sofrida. Com muita fé e devoção. Rezava todos os dias, para Deus mandar uma bênção. Meu Pai não queria nos ver na roça. Pois ali, só tinha sofrimento e dor. Por isso nos mandou para a escola, para que pelo menos um de nós fosse Doutor. O tempo passou e com muito sacrifício, um dia fui para a Universidade. Meu Pai sofreu tanto que até morreu. Más hoje sou um Doutor de verdade. Minha Mãe muito doente, faleceu um mês depois que fui diplomado. Queria tanto ajudá-la. Ah! se eu fosse um médico! Más sou Advogado. Meus irmãos, faz muito tempo que não os vejo. Sei que uns estão em Minas, outros no Rio de Janeiro. Às vezes eles me ligam, pedindo para mandar dinheiro. Hoje quando passo de avião,

MARIA

Maria, que amava Vicente, amava Pedro, amava João. Maria amava Clemente, amava José e também o Sebastião. Maria que amava, com uma vontade servil. Usando de sua beleza e do seu corpo varonil. Maria amou todos, todos os homens a mil. Amou tanto e ficou sozinha, pois nenhum deles serviu. Maria amou muito, até homens que não viu. Hoje está só, abandonada. Seu corpo, tornou-se hostil. Maria que amava, demais! Autor: Wandermilton Souza Corrêa

Como é triste a solidão. A gente procura algo, más só encontra o chão. Chão este que às vezes nos falta. Parece que estamos no ar. Como se estivéssemos embriagados e loucos para se encontrar. Encontrar o que? Se já não existe nada. Todos se foram e a nossa vida virou uma piada. Piada de mal gosto, que não nos faz rir. Que deixa a gente mais triste, por não ter quem nos ouvir. Ouvir o que? Já não temos mais argumentos, só pronunciamos lamentos. Quem escutará isso. Escutar o que, se só existe a solidão! E como é triste a solidão. Autor: Wandermilton Souza Corrêa

PENSAMENTO

Imagem
O poeta nem sempre expressa, seus verdadeiros sentimentos. Escreve o que vê e ouve, ou o que surgem nos seus pensamentos . Autor: Wandermilton Souza Corrêa

MEMORIAN

Como é que posso, ser feliz aqui. Se quem tanto gosto, está longe de mim! Vivo estes instantes, só para realizar, a missão mais importante e depois O encontrar. Hasta la vista, aleluia, é o fim! Este corpo não é eterno. Para onde vou nada tem fim! Sem este corpo, eu sou eterno. Por que preciso de um corpo assim! Sei que cedo ou tarde, irei O encontrar. Por que esperar até amanhã, se hoje eu posso ir lá. A minha jornada, aqui já concluí. Já não me resta nada, preciso partir. Hasta la vista. aleluia, é o fim! Autor: Wandermilton Souza Corrêa

ABANDONADOS

Meninos e meninas estão no meio da rua, lutando pela sobrevivência. Ninguém vê esta realidade nua e crua. Só veem marginais, jamais à inocência. Onde estão seus pais agora? Será que eles não sentem saudades? Por que deixaram vocês aqui fora? Abandonados pelas ruas da cidade. Crianças inocentes, desprezadas por todos. Nunca souberam o que é carinho. Seus pais não lhes deram amor, por isso vivem pelas ruas sempre sozinhas. Como poderão serem bons cidadãos, se por todos foram abandonados. Ninguém lhes dá atenção e por todos são desprezados. Onde estão seus pais agora? Será que eles não sentem saudades? Por que deixaram vocês aqui fora? Abandonados pelas ruas da cidade. Não tem roupas, nem sapatos novos, ou brinquedos para brincar. Só tem vícios; já usam drogas. Não vão à escola para estudar. O que será quando crescerem, se já nasceram sem compreensão. Uns ficarão pelo caminho, outros irão para prisão. Onde estão seus pai

VIAJANTE DOS SONHOS

Imagem
Esqueci o passado e sigo sozinho. Reconheço os meus erros. Muitos estão seguindo meu caminho. Minha vida, afetos e os caminhos incertos. Ando por sonhos e nos seus pesadelos. Com minha alma inquieta estou sem destino. Eu vou como o vento. Não me arrependo, ainda sou um menino. Já não passo as noites dormindo. Só fico revendo os gritos do passado, que surgem em minha mente. Lembranças que outrora, me fizeram acreditar. Estou preso em um corpo, más minha mente é livre. Tudo que posso. É viajar por seus sonhos e nos seus pesadelos. Descobrir seus segredos e suas mentiras. Conhecer os seus medos e realizar suas fantasias. Sou o viajante dos sonhos, não tenho morada. Realizo os desejos. Alegrias, tristezas, tudo que desejar. Estou com você todas as noites e dias. Esperando o momento em que você comece ao menos a imaginar. Autor: Wandermilton Souza Corrêa 

ALUNO NOTA DEZ

Imagem
Segunda-feira de manhã, vou para a escola estudar. No caminho não tenho medo, com Deus eu sempre chego lá. Quando chego no portão, meus amigos já estão lá. É sempre uma grande emoção, ir para escola estudar. Não falto às aulas, Nunca chego atrasado. Faço sempre o para casa. Sou um aluno aplicado. Sou cordial com meus amigos. Com os Professores sou educado. O zelador tem meu respeito. As Cantineiras, obrigado. Dentro da sala me comporto, com bastante atenção. Nunca perco uma só nota, aprendo sempre a lição. Na hora do recreio, continua a alegria. Escolho sempre as brincadeiras, que não estraguem o meu dia. Volto para a sala descansado e continuo estudando. Esta é minha jornada, estou sempre melhorando. É hora de ir para casa, guardo os meus materiais. Dou um tchau para os meus amigos e com Deus eu sigo em paz. Chegando em casa, eu almoço. À tarde faço o dever. Leio um livro ou descanso, só de

MEU VÍCIO

Imagem
Sinto o coração palpitar, só por pensar em você. Não dá mais para aguentar. viver longe de você. Você é tudo para mim. É o meu sol e minha lua. Se te amo tanto assim, a culpa é toda sua. Por ser linda demais. E por ser tão carinhosa. Me viciei em você, menina maravilhosa. Venha satisfazer meus desejos e me encher de alegrias. Sem você os meus dias são tristes e minhas noites são tão frias. Já estou cansado de ficar sempre esperando. Quero ter você ao meu lado não me deixe aqui sonhando. Por ser linda demais. E por ser tão carinhosa. Me viciei em você, menina maravilhosa. Autor: Wandermilton Souza Corrêa  

MEU SONHO

Então sonhei... Sonhei que era feliz. Sonhei que estava contente. Sonhei que estava amando e que amava eternamente. No prelúdio do meu sonho, não havia tristeza e não existia dor. O meu coração estava chorando, más chorava de amor. Sentia uma felicidade enorme preenchendo todo o meu ser, que no meu sonho não terminava e não me fazia sofrer. No meu sonho eu amava alguém muito diferente. Que me amava e me adorava. Que era minha eternamente. Então sonhei... Sonhei que por amor estava chorando. E no embalo do meu sonho, acordei... E senti que estava amando. Autor: Wandermilton Souza Corrêa  

TROCADILHO

Às vezes escrevo  e penso. Às vezes penso  e escrevo. Às vezes escrevo  o que penso. Às vezes penso  que escrevo. Autor: Wandermilton Souza Corrêa 

VOCÊ

Doce como o mel. Perfumada como uma flor. Misteriosa como o céu. Assim te vejo amor. Simples de muita beleza. Carente de muito amor. Linda como uma princesa. Assim te vejo amor. Você para mim é tudo, que de mais belo já vi. Estou te amando loucamente, que já consigo assumir. Quero-te eternamente, desde o dia que a vi. Autor: Wandermilton Souza Corrêa 

ANDARILHO

Ando por estes caminhos afora, sem motivo algum. Não deixei ninguém que chora, não deixei nenhum. Sou um andarilho. Sou alguém comum. Ando por estes trilhos, procurando algum. Estou sempre sozinho, por não ter tido nenhum. Este é o meu destino, por ter sido só um. Espero um dia encontrar, um ou mais de um. Para não mais sozinho andar, por ter encontrado algum. Quando este dia chegar, não andarei sem motivo algum. Andarei para ficar, com alguém que espera por um. Autor: Wandermilton Souza Corrêa 

CIDADÃO DO BÉM

Imagem
O relógio toca, são quatro horas da matina. Visto a minha roupa, calço a minha botina. Sou trabalhador, não sou marginal. Sou um cidadão do bem. Sou da paz não sou do mal. Éh! A vida é essa! Éh! A vida é essa! Pego a minha marmita, entro num ônibus lotado. ( Dentro é um cheiro de miséria ) e lá fora... Só carrões importados, com mulheres bonitas e playboys aloprados, cheios de whisky  e uma farinha danada. Chego ao meu trabalho e começo a suar. Tem um chefe o dia todo que só sabe reclamar. Como se fosse meu senhor. Como se fosse um comandante. Dando ordens o tempo todo não parando nem um instante. (Como se eu fosse surdo ou um ignorante). Éh! A vida é essa! Éh! A vida é essa! Trabalho até às seis horas, dou um duro danado. E o salário que é pouco ainda chega atrasado. Estou indo pra casa num ônibus lotado. (Dentro é um cheiro de miséria) e lá fora... Só carrões importados, com mulheres bonitas e playboys aloprados, cheios de whisky

COMO PENSO EM VOCÊ

Gosto do seu sorriso, e do seu jeito de falar. É por isso que insisto, em você a pensar. Penso em você dia e noite, noite e dia sem parar. Penso a todo instante, nunca deixo de pensar. Me tornei um ser pensante, de tanto em você pensar. Penso até que estou distante e em você à pensar. Como penso em você! Autor: Wandermilton Souza Corrêa

REBELDIA

Quadros e retratos mal colocados ao redor. Paredes todas pichadas, sua cama estava pior. Nela deitada, ela estava seminua. Mais uma vez chegou drogada, passou a noite toda na rua. Ela queria mais atenção. Ela queria mais compreensão. Más deste jeito, por que será? E na escola, há muito tempo ela não ia. Não tinha amigos. Era só sexo, drogas e más companhias. Seu corpo belo, com tatuagens ela marcou. E o sonho de brilhar nas passarelas, pelos vícios ela trocou. Ela queria mais atenção. Ela queria mais compreensão. Más deste jeito, por que será? E no seu quarto, cinzas e cigarros jogados no chão. E no espelho, um recado pedindo perdão. Hoje era seu aniversário e ninguém apareceu. Ela usou todas as drogas e de overdose morreu. Ela queria mais atenção. Ela queria mais compreensão. Más deste jeito, por que será? Autor: Wandermilton Souza Corrêa

FANTASIAS NOTURNAS

Imagem
Feche os olhos e sinta o perfume da noite, tem um cheiro de mistério no ar. É na noite que tudo acontece. É quando a gente pode se encontrar. Vejam só quantas fantasias podem se realizar neste momento, basta esquecer o mundo lá fora para realizar nossos sentimentos. Quantas pessoas se perderam na noite e tantas que encontraram um bem. E as meninas que foram ao baile. Umas voltaram só, outras trouxeram alguém. Os pais ficam despreocupados porque seu filho fez uma simples ligação. Más não sabem, que ele passará muitas noites numa prisão. Tem aqueles que não voltaram para casa por terem realizados suas fantasias. Amanhã seus pais estarão na igreja, rezando a missa do seu sétimo dia. Tem pessoas que vão para a noite e perdem tudo numa única partida. E aquelas que numa só noite, ganham tudo que nunca conseguiram na vida. Más apesar de tudo, feche os olhos e sinta o perfume da noite, tem um cheiro de mistério no ar. É na noite que tudo acontece, É

SÓ OU SOLIDÃO

Às vezes a gente pensa, que tudo está tão bem. Más na verdade nada está. Então a gente tenta pensar em algo ou alguém. Más nada é assim tão simplesmente. Às vezes a gente procura uma saída, para todos os problemas. Más só existem à indecisão. Então a nossa vida fica num dilema, entre o amor, o ódio e a solidão. Até parece que nós temos todo o tempo do mundo, para decidir entre o certo e o errado. E o tempo não é tudo. E tudo é um absurdo. Pois o tempo não é nada. E toda essa incerteza se repete quando a gente pensa. Então não temos saída só temos que sentir a nossa ausência. Autor: Wandermilton Souza Corrêa