Pular para o conteúdo principal

PESADELO

Imagem
Ventos que sopram, luzes que se apagam, olhos que se espreitam, mãos que tocam, gargalhadas, risos, gemidos de dor, sombras funestas, raios, trovões, tempestades, cruzes, caixões, cemitérios, sepulturas, mortos ensanguentados, estacas, punhais, espadas, corpos dilacerados. gritos, sussurros, escuridão, fogo. Ufa; Ainda bem que acordei! Autor: Wandermilton Souza Corrêa 

Auto crítica

Que me importa se eles não gostam d´o que sinto, penso ou escrevo. Nem se eles não suportam pois escrevo às vezes a esmo. Pode ser que me critiquem escrevo até o que não vejo. Não procuro palavras ou frases para rimarem em um texto bonito. Nem sempre são suaves dizem até que às vezes minto. Outros acham detestáveis sem entenderem o que sinto. Escrevo o que sinto e penso sem usar exatidão. Pode não ser um texto extenso mesmo assim não entenderam. Se não usarem o bom senso todos lerão em vão. Autor: Wandermilton Soua Corrêa  

MÃE

Imagem
M inha adorada Rainha e Soberana eterna. Dona do meu coração e do meu viver. Senhora do meu destino e luz dos meus caminhos. A lívio da minha dor e sorriso dos meus lábios. Beleza para os meus olhos e música para os meus ouvidos. Alegria da minha tristeza e prazer dos meus sentidos. E xemplo de vida e carinho humano. Conhecedora dos meus segredos e das minhas verdades. Mantenedora do meu espírito e do meu ser. Que saudade! Autor: Wandermilton Souza Corrêa