Pular para o conteúdo principal

26 DE NOVEMBRO DO ANO 2000

Era um dia como outro. Um dia ensolarado. Tinha fumado um baseado, estava à mil... Dava um rolé de bobeira, era tudo brincadeira. 26 de novembro do ano 2000. Encontrei com os manos. Conversei com as minas. Tomei umas cervejas e fui ver minha menina. Dei-lhe carinho bastante e ela até sorriu. Aproveitamos o instante. 26 de novembro do ano 2000. Aí veio o meu dilema e começou o meu castigo. Deixei minha pequena, para sair com um "amigo". Entrei em uma fria, porque ele insistiu. Já escurecia o dia. 26 de novembro do ano 2000. Fui fazer coisa errada, sem pensar na consequência. Com o meu "camarada", só para marcar a presença. Não tinha a ferramenta, más ele contribuiu. Só faltava à experiência. 26 de novembro do ano 2000. Foi uma coisa de louco, foi tudo muito cruel. Não pensei nem um pouco, em tornar-me um réu. Foi tudo muito depressa, pouca gente que viu. Já não passava mais dessa. 26 d

NÃO VOU VOLTAR

Pare de dizer que ainda me quer, eu não amo mais você! Com você não dá mais pé, eu só quero te esquecer! Eu vou voltar. Eu vou voltar para a outra. Eu vou voltar. Eu vou voltar. Eu vou voltar para a outra . Eu vou voltar. Deixe de andar atrás de mim, eu não quero mais te ver! Você não é mais nada para mim, procure tudo isso entender! Não vou voltar. Não vou voltar, pois tem outra em seu lugar! Não vou voltar. Não vou voltar. Com você não vou voltar. Não vou voltar. Não vou volta, pois tem outra em seu lugar! Autor: Wandermilton Souza Corrêa

SOMOS TODOS FILHOS DE DEUS

Imagem
Não maltrate os animais. Eles têm almas também. Se somos todos iguais, por que é que só você que tem? Os animais comem, você come também. Os animais dormem, você dorme também. Os animais tem sangue, você tem sangue também! Analise a lógica analogicamente e você verá que não somos tão diferentes! Não admitindo que eles tem almas, por puro capricho seu. É não fazer jus à alma que o próprio Deus lhe deu! Autor: Wandermilton Souza Corrêa

TODO ATRATIVO

Oh! Krsna! Oh! Krsna! Oh! Krsna! Oh! Krsna! Nesta era de desavenças, onde reina a ilusão! Só o seu santo nome, pode limpar o coração! Oh! Krsna! Oh! Krsna! Oh! Krsna! Oh! Krsna! Olho para tudo e vejo, ilusão, luxúria e desejo! Só o seu santo nome, pode deixar vê-lo em tudo que eu vejo! Oh! Krsna! Oh! Krsna! Oh! Krsna! Oh! Krsna! Autor: Wandermilton Souza Corrêa

FELICIDADE

E vi que estava feliz! Não só via, como sentia. Não só sentia como sabia. Não só sabia como entendia. Como poderia entender? Se nunca tinha sido feliz! Não estava novamente. Estava unicamente. Como poderia entender? Já amei sem ser amado, alguém que pôs tudo à perder. Alguém que estava ao meu lado, e que me olhava sem me ver. Ah; Agora sim eu estava feliz. Feliz como os pássaros, as flores, os ventos... Más será que eles são felizes? Como serão seus sentimentos? Como poderia entender? Os pássaros cantam, as flores perfumam, os ventos sopram... E isto é ser feliz? Feliz é ser natural? Porque os pássaros, as flores, os ventos... São felizes naturalmente. Ou será uma mensagem ou um sinal! Ah; Más agora eu estou feliz, porque encontrei alguém diferente! Más será que ser feliz, é amar diferentemente. Porque os pássaros, as flores, os ventos... Também são diferente, amam uns aos outros no maior contentamento. Como pod

SIGA A SUA VIDA

Siga a sua vida, siga o seu caminho. Não quero mais os seu beijos, não quero mais seu carinho. Não fale mais comigo, não quero mais te ver. Saia da minha vida, não falo mais com você. Você dizia que era só minha e que me adorava. Más descobri os seus erros, sei que você me enganava. Enquanto eu dormia, você em outro pensava. Você nunca foi minha, pois com outro sonhava. Quando eu saía, você com outro ficava. Agora estou sabendo, que você não me amava. Vá embora para longe, chegou o nosso fim. Chega de tanto sofrer e ser enganado assim. Autor: Wandermilton Souza Corrêa

ABANDONADO

Ela se foi e disse adeus, sem motivos e sem razão. Acabou com os sonhos meus, me deixou na solidão. Eu só queria saber, o que foi que eu lhe fiz. Para poder esquecer, por favor volta e me diz! Se você à encontrar, traga ela para mim. Diga que quero saber, porque ela foi-se assim. Se ela não quiser voltar, peça à ela por favor. Porque só quero saber, sobre o fim do nosso amor. Autor: Wandermilton Souza Corrêa

PRECISO TE ESQUECER

Será que minha vida é só essa. Será este o meu castigo, viver pensando em você! Você, que cruzou o meu caminho, dizendo só me amar. Más não era bem assim! Você, que entrou na minha vida, só para me enganar. E depois sorrir de mim! Você, que entrou no meu mundo, fazendo tantas promessas. E que eu podia acreditar! Você, que entrou na minha vida, e me deu tantas esperanças. Só para depois me abandonar! Será que minha vida é só essa. Será que não saio mais dessa. Preciso te esquecer! Autor: Wandermilton Souza Corrêa

AINDA TE AMO

Quero ter você de novo, volta para mim, ainda te amo. Não pense que tudo acabou, ainda estou te esperando! Quero ter você de novo, não me deixe aqui chorando. Volta para mim, porque eu ainda te amo! Você se foi um dia e me deixou aqui chorando. Não disse se ia voltar, más eu estou te esperando! Quero ter você de novo, não me deixe aqui esperando. Volta para mim, porque eu ainda te amo! O nosso amor era tão lindo, e com você tudo era belo. Não pode se acabar, se não eu me desespero! Quero ter você de novo, pois nosso amor é tão belo. Volta para mim, porque eu ainda te quero! Autor: Wandermilton Souza Corrêa

VÊ SE ME ESQUEÇA

Pare de falar mentiras. Não fique por aí inventando. Dizendo para todo mundo, que eu ainda te amo! Eu já estou cansado, de ouvir tantas bobeiras. Por favor, vê se me esqueça e deixe de brincadeiras! Esqueça o meu endereço e também o meu telefone. Não me procure mais, esqueça para sempre o meu nome! Vai cuidar da sua vida. Esqueça o que aconteceu. Não quero mais o seu amor, meu coração não é mais seu! Se eu te amei um dia, isto ficou no passado. Hoje eu estou com outra, não te quero ao meu lado! Autor: Wandermilton Souza Corrêa