Pular para o conteúdo principal

TRUE COLORS

Imagem
Tudo tem o seu oposto é impossível isso negar. O calor, o frio, o sol e o luar. O errado, o certo, o ódio e o amor. O ódio nunca e certo e o errado nunca é amor. Power de todas as cores, exibindo a força que tem. Esquecendo os seus valores e o amor próprio também. Power black, power white,  power de toda cor. Num mundo de preconceitos, sem conceitos de amor. Autor: Wandermilton Souza Corrêa

MANOS E MINAS

Imagem
Minas dos manos. Minas das minas. Minas dos manos e minas. Minas de todas as rimas. Em Minas todos são manos. Em Minas mano e menino. Menina em Minas e mina. Minas dos manos e minas. Minas de todas as rimas. Autor: Wandermilton Souza Corrêa

NOSSO AMOR

Imagem
Nosso amor é assim.  Em perfeita medida.  Para você  e para mim!  Nosso amor  é fácil de explicar.  É uma harmonia perfeita. E o enredo, é amar!  Nosso amor  tem uma fórmula ideal. Um encontro perfeito  muito além do carnal!  Autor: Wandermilton Souza Corrêa 

VOCÊ ME FAZ BEM

Imagem
O gostar  de alguém  não tem  explicação.  É um  sentimento  que vem  da alma,   do fundo  do coração.  Não precisa  saber nada,  muito menos  a razão.  É um querer  de estar  com a  pessoa amada  em toda  e qualquer  situação.  Autor: Wandermilton Souza Corrêa 

RIO SÃO FRANCISCO

Imagem
Ele nasce pequenininho, lá na Serra da Canastra. Vem dando vida pelo caminho, no percurso por onde passa. No início já tem peixinhos e as flores ao seu lado colorindo o caminho, no percurso por onde passa. Ele vai crescendo devagarinho e o cerrado o abraça, protegendo com carinho o percurso por onde passa. Ele passa nas cidades, trazendo esperança. Saciando a sede de todos, com fartura em abundância. O homem inconsequente, do mais  pobre ao mais rico. Não preserva o meio ambiente e polui o Rio São Francisco. Apesar da poluição e degradação sofrida, o rio deixa as cidades para alimentar  outras vidas. O Velho Chico chega no campo, irrigando a plantação. Trazendo alegria para o homem, lá no sofrido sertão. Ele segue o seu caminho, por outras cidades passando. Saciando a sede de todos e no Atlântico desaguando. Autor: Wandermilton Souza Corrêa